RESENHAS

Indicação Amazon: Um Cocheiro em Paris – Chirlei Wandekoken (Série O Quarteto do Norte #3)

Olá, boa tarde leitores!

Hoje venho compartilhar com vocês minha opinião acerca do livro Um Cocheiro em Paris, o terceiro da série O Quarteto do Norte, da autora Chirlei Wandekoken.

Páginas: 86

Quando o duque de Belvoir teve que sair às pressas da casa de Juliette Drouet, a amante de Victor Hugo, para não ser pego em flagrante pelo próprio escritor, sua única alternativa foi dirigir a própria carruagem pelas vielas de Paris. O que ele não esperava, contudo, era que tivesse que socorrer uma dama que acabara de chegar à cidade. A carruagem do Hôtel de Ville, que fora buscá-la no porto, havia quebrado um eixo e ele passava no exato momento do acidente. Não teve alternativa senão esconder a sua identidade, pois a jovem estava acompanhada justamente da ordinária baronesa viúva de Patchetts, uma antiga vizinha do duque seu pai, no Norte da Inglaterra. Tudo o que ele — o duque inglês bastardo — não podia, naquele momento, era ser reconhecido. Assim, apresentou-se como o cocheiro do conde Filippo Raspail e prestou socorro às damas.
Fruto da relação de um poderoso duque inglês, que não tivera filhos no casamento, com uma cortesã francesa, Belvoir — assumido pelo pai — vivia uma vida desregrada em Paris. Embora na juventude tivesse tido certa proteção moral por parte dos amigos, o duque de Prudhoe e o conde de Northumberland, sofrera muita rejeição da aristocracia britânica, sendo chamado de ‘lorde bastardo’. Por isso, tinha convicção absoluta de que nunca se casaria com a filha de nenhum deles. Belvior só não contava que Harriet Neville, a lady que socorrera, se apaixonaria de verdade por ele, mesmo achando que fosse um humilde cocheiro.

—- —-

Em Um Cocheiro em Paris, conhecemos a história de Lorde Belvoir e Lady Harriet Neville, personagens que foram citados anteriormente em outras obras de O Quarteto do Norte.

Uma história de amor envolvendo um cocheiro francês (ou quase isso) e uma jovem inglesa.

Belvoir, um jovem inglês, acaba se mudando para Paris em busca de um pouco de sossego, o mesmo se cansa de ser chamado e conhecido por todos como lorde bastardo. Ele recebe esse nome devido ao relacionamento de seu pai, um importante duque inglês, com sua mãe, uma bela cortesão francesa. Devido a tal  escândalo, ele acaba sendo atingido e por este motivo decide que jamais se envolverá com uma jovem inglesa, principalmente as mais belas e filhas de importantes famílias inglesas.

Harriet Neville desde nova já sabe que terá que se casar com o conde de Northumberland, seu primo e se o mesmo ainda lhe desse alguma atenção ela até poderia se sentir minimamente feliz, contudo a situação é bem diferente, o rapaz sequer se importa com ela e por vezes já lhe ignorou e foi indelicado. Apesar do acordo, o conde possui outros planos e apenas enrola a jovem e ela por estar ficando mais velha, sabe que logo não conseguirá mais arrumar casamento.

Em uma viagem a Paris quando estão se dirigindo para o hotel, Lady Neville e sua tia se acidentam, a carruagem em que estão se vira e quem vem ao socorro é ninguém mais, ninguém menos que Belvoir. O problema é que ele reconhece a senhora e com medo dela reconhecê-lo decide se disfarçar de cocheiro.

Entre mentiras, passados conturbados e o não cumprimento de um acordo de casamento, Lady Neville lutará pela sua felicidade, mesmo que para isso tenha que enfrentar sua família e Belvoir lutará primeiramente com seu coração e se necessário com a sociedade.

 

Quote 

“– Mas, vou sofrer – ela protestou.

– A causa do sofrimento está na expectativa, no medo. Apenas viva este momento.

– Não, a causa do sofrimento está no apego, está em querer que dure para sempre o que não foi feito para durar. ” (Kindle 282-285).

Ao contrário dos livros anteriores, dessa vez não me senti tão envolvida pelo enredo. Apesar da história central ser interessante, sim, eu estava super curiosa para saber mais sobre o tal Lorde Belvoir e sua vida, ainda mais depois do mesmo ter sido mencionado em um livro anterior de forma tão rápida, senti que faltou um quê a mais. Infelizmente o título possui muitos trechos repetidos, trechos estes que foram retirados das obras anteriores e que entendo o porquê, mas confesso que esperava mais, ainda mais que são poucas páginas, senti que ficou um pouquinho cansativo.

É claro que não posso deixar de mencionar também os pontos positivos. Fiquei muito feliz em saber mais acerca da vida de Harriet, confesso que não achava a mesma uma personagem tão interessante e ao conhecê-la melhor me surpreendi e compreendi seu jeito. Eu passei o romance todo com uma ideia fixa sobre a mesma e ao chegar próximo do desfecho fiquei sem palavras, a autora conta um fato do passado da jovem que faz tudo mudar. Foi chocante!

Mal posso esperar para ler a continuação! Em Fronteira da Paz, conhecemos a história de Lady Leanah e Lorde Robert Percy.

Gostou? Compre já seu eBook por apenas R$7,99 ou leia gratuitamente via Kindle Unlimited.

Boa leitura, beijos! ♥

RESENHAS

Indicação Amazon: A Ama Inglesa – Chirlei Wandekoken (Série O Quarteto do Norte #2)

Olá, boa noite leitores!

A resenha de hoje envolve o segundo livro da série “O Quarteto do Norte”, da autora Chirlei Wandekoken. Eu gostei muito do primeiro livro e ao finalizar a leitura do mesmo senti que precisava ler a continuação o mais breve possível e foi exatamente o que fiz. Eu quase o li em uma única madrugada, haha, acreditam? Sim, eu me envolvi tanto com a história que nem senti o tempo passar, apenas parei a leitura porque já estava tarde e sabia que precisava dormir, rs.

Páginas: 119

Desde pequena, a menina Leonora se perguntava por que sua mãe sabia ler e escrever em dois idiomas e o pai sequer sabia ler em um deles. Instruída pela mãe francesa, a filha de um simples cuidador de cavalos muito cedo se vê sozinha no mundo, à mercê de uma tia autoritária e de um padrasto violador. Um encontro na infância provoca uma reviravolta em sua vida e ela vai trabalhar como ama da duquesa viúva de Pudhoe, uma dama autoritária, mas que a respeitava. Entretanto, quando lady Muriel Browne chega de Londres para passar uma temporada em Pudhoe Castle, no Norte da Inglaterra, tudo à sua volta muda. Leonora começa a ser destratada pela duquesa e até pelos outros servos, até então seu amigos.
Numa noite gelada em Newcastle, sem ter para onde ir, ela acaba se abrigando no celeiro, aconchegada à vaca da duquesa, para não morrer de frio. Ali ela é acordada brutalmente pelo capataz da propriedade e amparada por aquele cuja imagem permeara seus pensamentos durante cinco longos anos, o poderoso duque de Pudhoe, conhecido em toda a Europa por Lorde Perverso. Mas Leonora não o via assim. Pelo contrário. Achara-o caridoso. Afinal, se não fosse por ele, certamente não teria sobrevivido àquela noite.

—-—-

Em “A Ama Inglesa” conhecemos a história de Leonora, a duquesa de Pudhoe, personagem que foi citada e teve uma participação importante em “A Estrangeira”.

Antes de se tornar duquesa, Leonora sofrera muito. Ao perder os pais, a menina sem muita escolha acabou tendo que morar com a tia, uma mulher que sequer se importava com ela, que a tratava como uma empregada e que a castigava e um padrasto que sempre lhe lançava olhares estranhos. Depois de muito ser maltratada e por ter perdido a única pessoa que lhe queria bem, a menina resolve fugir e é neste dia que ela se depara com Pearl. Deste momento em diante, além de se sentir melhor por estar longe da tia e do padrasto e trabalhando como ama da duquesa viúva de Pudhoe, ela ainda vive sonhando com o rapaz que mais do que salvá-la, a fez sentir algo que nunca antes havia sentido.

Quando Leonora acha que enfim poderá ter uma vida calma, ela começa a ser maltratada por todos e ao que tudo indica é devido a algo que a lady Muriel Browne, dama de companhia da duquesa, conta a todos. Depois de aguentar por muito tempo um ambiente hostil e recentemente ter sido agredida pela duquesa e quase violentada pelo padrasto, Leonora decide ir embora e para se proteger de uma noite fria resolve dormir no celeiro.  Destino ou coincidência, ela é encontrada por um empregado, empregado este que a trata muito mal e que apenas não o faz pior porque Pearl o impede. Decorridos cinco anos, enfim Leonora se encontra com aquele que um dia a salvou e o encontro é tão marcante que não somente ela sente que um velho sentimento está ressurgindo como Pearl também acaba não conseguindo disfarçar que ficou balançado.

Diante de mentiras, traições, segredos, uma paixão quase proibida, muito humor e romance, o casal terá que lutar não somente contra as regras da sociedade como também contra o orgulho que existe dentro de ambos para enfim poderem ceder a um sentimento que surgiu anos atrás e que tem tudo para se consolidar.

aamainglesa

Quotes 

“Às vezes, quando ela terminava de ler um romance, suspirava de saudades do mocinho. E o herói tinha sempre o mesmo rosto: o rosto de Arthur Pearl, o duque de Pudhoe.”(Kindle 270-271)

“— Edward Percy? Pedir a ele que cuide de você? Jamais! Seria como jogar uma galinha a uma raposa. “(Kindle 569)

A história fluiu muito bem, já tinha mencionado na resenha de “A Estrangeira” que adoraria conhecer mais acerca da vida dos demais personagens e foi uma experiência ótima saber mais sobre Leonora, Pearl e seus respectivos passados. O que mais me cativou neste livro foram os trechos de humor, eu me diverti demais com o casal, hihi! ♥ 

Uma história curta que envolve romance, humor, drama e pitadas de cenas um tanto quanto calientes, se que é que me entendem! haha 😉

Para finalizar, um trecho falando sobre o tal quarteto do norte!

“Provavelmente os quatro cavalheiros seriam o que chamavam de quarteto do norte. Os quatro eram magníficos, cada um tinha sua própria beleza, embora fossem diferentes em suas feições havia um quê de semelhança entre eles. Leonora não soubera identificar exatamente o que os fazia semelhantes. Talvez porque os quatro estivessem vestidos de forma sóbria, fossem todos de estatura alta, ou porque em todos os membros do quarteto havia uma aura de poder.” (Kindle 625-628). 

Gostou? Compre já seu eBook por apenas R$7,99 ou leia gratuitamente via Kindle Unlimited.

Boa leitura, beijos! ♥

RESENHAS

Tiete! – Clara Savelli

Oii, boa noite leitores!

A resenha de hoje envolve o livro “Tiete!”, da querida autora parceira Clara Savelli. Já faz um tempo que estava querendo ler o título, mais precisamente desde o momento em que finalizei “Acampamento para Músicos (Nem) Tão Talentosos” que me sinto assim, ainda mais porque sabia que reencontraria o Igor, um dos personagens mais divertidos e descontraídos, hihi

IMG_20170331_120652

Mariana é completamente apaixonada por Alex Rodder, um lindo ator britânico. Ela é tão fã que não perde uma entrevista, filme e/ou qualquer fato referente ao mesmo.

Kate é melhor amiga de Mariana e ao contrário da mesma, não se importa com o ator, ela só acompanha a vida dele, pois a amiga vive comentando sobre ele e mais, sempre a faz assistir todos os filmes mais de uma vez. A jovem vive o dilema de estar gostando de Caio, o irmão de Mariana e de ainda não saber o que prestar para o vestibular. O que mais lhe incomoda acerca do último é estar indecisa e ter que aguentar várias pessoas lhe pressionando. Devido ao seu descontentamento com a escola, vive sendo advertida e quem assina as notificações é Caio. O que realmente deixa Kate feliz é seu emprego em uma pequena loja de discos chamada “Prato e Tambor”. Ela não consegue se imaginar longe das músicas, tanto que não somente sabe tocar bateria, como é uma de suas paixões.

Devido ao lançamento do novo filme de Alex, “Fogo no Telhado”, é divulgado na mídia um concurso chamado “Tiete”, cujo o prêmio inclui uma viagem para Londres para acompanhar a première de lançamento do filme, com direito a uma acompanhante e todas as despesas pagas. Mariana é claro que não tem dúvidas de que deve participar, o problema é que para conseguir, o inscrito deve mandar uma letra de música inédita e para isso, ela acaba selecionando uma de Kate. Apesar de saber que sua amiga ficará furiosa, ela arrisca e acaba ganhando o concurso.

Juntas, as amigas partem para Londres para conhecer Alex Rodder e são surpreendidas com a notícia de que Igor, o super, hiper, mega e ultra fã da Lady Gaga irá também.

Em meio a desmaios, show de talentos, cidades maravilhosas, músicas, surpresas e um ex-namorado, elas compreenderão o verdadeiro significado da amizade e do amor.

IMG_20170331_120659

Parece que você não tem mais livre arbítrio e direito de escolha. Seu coração simplesmente vira e fala: ‘Ei, então, você se apaixonou por quem não deveria…Shh, sem mimimi. Supera e aceita que dói menos’.

 

 

Todo mundo já teve ou terá um crush que é famoso e é junto ao lado do glamour que a Clara nos apresenta o outro lado da fama, o lado da falta de privacidade; dos boatos que são estampados apenas para arrecadar curtidas e vender revistas; a preocupação com a família, o desânimo quanto a profissão e todas as inconveniências. A cada novo capítulo, uma surpresa diferente, há momentos que sentimos a angustia e o medo de Kate e há outros que vibramos com as cenas românticas e momentos felizes. Quem diria que um desmaio mudaria toda uma vida, hihi!

Eu me apaixonei mais uma vez pela escrita da Clara, é uma história tão envolvente que fica difícil não se deixar levar pelas personagens e pelo cenário 

Para os leitores que assim como eu AMAM livros com trilha sonora, podem comemorar, porque “Tiete!” possui uma \o/ \o/ \o/ Para ouvir, basta clicar aqui.

Ficou curioso e deseja conhecer a história? Se sim, basta acessar a página no Wattpad da autora.

Boa leitura, beijos! ♥

RESENHAS

Segunda Leitura Finalizada da Carnatona: Louis e Noémie: Um (a)caso de amor em Paris – Giulia Mancini

Oii, boa noite leitores!

Faz tempo que estava querendo ler este livro, aproveitei que entrou na Amazon gratuitamente e não tive dúvidas em acrescentar na minha tbr. É uma história super curtinha, daquelas que você lê enquanto está na fila ou no transporte.

IMG_20170309_172454

Louis e Blanche são noivos, Noémie e Gael namorados, o que os casais possuem em comum? Estão na cidade luz, mais especificamente na famosa Pont des Arts, imortalizando o amor com um simples cadeado.

Apesar do momento ser romântico, Blanche acaba se despedindo do noivo para andar de bicicleta e Gael se despede de Noémie para ensaiar. Louis e Noémie ficam sozinhos na ponte, ele se encanta com o sorriso dela e ela com o olhar dele. Diante de tal conexão, decidem conversar.

Depois de seis anos, Louis e Noémie acabam se reencontrando ao acaso na mesma ponte, a diferença é que dessa vez ambos estão solteiros ou quase isso. Juntos vão se conhecer melhor e tentar cumprir uma lista que ela se propôs a cumprir anos atrás.

IMG_20170309_172433

Que conto mais amorzinho

Uma história clichê que vai acalentar o coração dos leitores apaixonados pela cidade luz. A personagem Noémie viaja para Paris com uma lista de lugares que deseja visitar e é tão empolgante poder acompanhá-la, ainda mais que a lista foi feita junto a sua mãe, o que a torna mais especial. E para quem adora um livro com trilha sonora, a autora selecionou uma playlist especial, para acessar, basta clicar aqui.

Boa leitura, beijos! ♥

ALEATORIEDADES

“Paris para um e outros contos”, da Jojo Moyes será publicado pela Editora Intrínseca

Oii, bom dia leitores!

A Editora Intrínseca divulgou que publicará em fevereiro de 2017, o livro “Paris para um e outros contos”, da Jojo Moyes. O mesmo é uma coletânea composta por dez histórias emocionantes.
paris

“Os contos do livro trazem histórias leves e apaixonantes, nas quais é possível desfrutar do melhor das obras de Jojo Moyes. Ela apresenta ao leitor personagens fortes e verdadeiros e insere um pouco de magia e romantismo aos seus cotidianos. Ainda há um prelúdio de A garota que você deixou para trás: no conto “Lua de mel em Paris” podemos acompanhar o início do romance de Sophie e Édouard em 1912 e, cem anos depois, de Liv e David, e então descobrimos como a história das duas personagens se entrelaça. Todos os contos criam laços românticos, formando uma coletânea irresistivelmente divertida e emocionante.”

A edição será imperdível: além de uma capa exclusiva, cada conto contará com uma ilustração de abertura caprichada, seguindo o estilo das outras obras da autora 😍

Mal posso esperar por este lançamento e vocês?

Boa leitura, beijos! ♥

SINOPSES

A Livraria Mágica de Paris – Nina George

Editora: Recordalivraria

Páginas: 308

Lançamento: 17/10/2016

Comprar

Uma história emocionante de amor, de perda, e do poder dos livros. O livreiro parisiense Jean Perdu sabe exatamente que livro cada cliente deve ler para amenizar os sofrimentos da alma. Em seu barco-livraria, ele vende romances como se fossem remédios. Infelizmente, o único sofrimento que não consegue curar é o seu: a desilusão amorosa que o atormenta há 21 anos, desde que a bela Manon partiu enquanto ele dormia. Tudo o que ela deixou foi uma carta — que Perdu não teve coragem de ler. Até um determinado verão — o verão que muda tudo e que leva Monsieur Perdu a abandonar a casa na estreita rue Montagnard e a embarcar numa jornada que o levará ao coração da Provence e de volta ao mundo dos vivos. Sucesso de público e crítica, repleto de momentos deliciosos e salpicado com uma boa dose de aventura, “A livraria mágica de Paris” é uma carta de amor aos livros — perfeito para quem acredita no poder que as histórias têm de influenciar nossas vidas.

Boa leitura, beijos! ♥

RESENHAS

Triângulo de 4 Lados – Fernanda Medeiros e Adelina Barbosa

Oii, boa tarde leitores!

A resenha de hoje envolve o segundo livro que recebi em parceria com a Editora D’Plácido. “Triângulo de 4 lados” já estava na minha lista de leitura do Skoob e fiquei muito feliz com a oportunidade de poder ler.

resenhatriangulo (1)

Sara Alcântara tem 17 anos, adora “O Diário de Bridget Jones”, Misfits e pintar, sonha um dia em se tornar artista profissional e está cansada de ser tratada como uma criança. Mora em Santa Fé, uma cidade do interior e é apaixonada pelo seu primo Rodrigo Guano.

Rodrigo mora com o pai, a madrasta e Brent, um meio-irmão. Ele é guitarrista e com suas tatuagens e charme conquista a todos. Sara desde muito nova alimenta uma paixão platônica pelo primo e se incomoda com a paixão que Brent diz sentir por ela. A jovem gosta dele, mas não da mesma maneira e por isso vive o afastando.

Depois de muito tempo escondendo o sentimento, finalmente Sara consegue um beijo de Rodrigo e é a partir desse momento que começam a se encontrar escondidos, o fazem pois certamente a família de ambos poderiam não concordar com a união. Mesmo eles mantendo o sigilo, João,o irmão de Sara e suas amigas ficam sabendo do relacionamento e Brent também, o último não fica contente e para não sofrer prefere se afastar. Para Sara é uma grande realização poder estar junto de quem ama e para completar essa felicidade, a escola onde estuda abre uma vaga para um curso de férias em Paris e a mesma resolve se inscrever, era a chance de realizar o sonho de se aperfeiçoar como artista. Mesmo contando para todos sobre essa oportunidade, no dia em que recebe o resultado de que passou e que poderá ir para a cidade luz, algo inesperado ocorre, ao contar para Rodrigo, ele se sente incomodado e decide pedir um tempo, acha que ela poderá conhecer novas pessoas e não quer atrapalhar. Em contraposição, Sara acha um absurdo, simplesmente porque nutre um sentimento muito forte por ele, tanto que promete que nada mudará, continuará pensando nele da mesma forma.

resenhatriangulo (5)

Depois de um mês em Paris, Sara retorna e é surpreendida com Brent lhe esperando no aeroporto, não demora muito e a jovem percebe que talvez apenas ela tenha permanecido a mesma. Quando se encontra com Rodrigo, descobre que o mesmo está comprometido e até mesmo Brent, o primo o qual nutria uma grande paixão por ela não está mais sozinho, o que a deixa inquieta. Se sentindo abandonada, Sara é consolada por Matheus, o vocalista da banda do seu primo e ex-namorado e aos poucos começa a prestar mais atenção nesse novo amigo. A partir desse momento, se sente confusa a respeito dos seus sentimentos, está decepcionada com Rodrigo e enciumada pelo fato de Brent estar comprometido e apesar de achar Matheus um rapaz muito charmoso e interessante, não sabe o que sente e se sente algo pelo mesmo.

E entre choros e declarações, Sara terá que se decidir por qual vértice desse triângulo amoroso ela quer se unir.

resenhatriangulo (3)resenhatriangulo (2)resenhatriangulo (4)

Eu adorei o livro, é uma história que narra uma situação que com certeza você já ouviu e/ou já passou que é sobre o namoro entre primos, rs. Confesso que já ouvi muitas histórias e o diferencial desta é que envolve três primos e um amigo. Inicialmente não simpatizei com Brent, o achei um pouco invasivo, mas com o decorrer da história passei a gostar e entender suas atitudes, ao contrário de Rodrigo que me deixou irritada em diversos momentos, quanto a Matheus, bem ainda o acho um enigma, inclusive espero que o segundo livro explore melhor sua história, adoraria conhecê-lo melhor.

As autoras utilizaram dois recursos que ao meu ver só aproximam o leitor da história que é a alternância entre os capítulos ora com a narração da personagem principal, ora com o dos pretendentes e os balõezinhos que aparecem nos capítulos cujo a narração envolve Sara, o qual representam os pensamentos da mesma.

resenhatriangulo (6)

Um ponto que me atraiu muito no livro foi saber que o mesmo possui uma uma trilha sonora, já comentei em outros posts o quanto gosto da união livro + música, o conjunto torna a obra muito mais interessante, além de, é claro, toda vez que ouvir tal música se lembrar da história. O único fato que eu esperava mais era quanto a viagem de Sara a Paris, imaginei que fosse ocorrer algo importante, que realmente fossem explorar o local, apenas depois no decorrer da história que percebi que não fazia sentido, não era relevante ao contexto principal. Coisas de leitora apaixonada por Paris, hahaha.

Recomendo a todos que gostam de romance, é uma história apaixonante, só aviso que o desfecho é incompleto, o que quer dizer que, é fundamental ter a continuação em mãos, rs.

Obs: Estou muito contente de poder atualizar esse post com a notícia que há um spin-off  a respeito da viagem de Sara a Paris😍 😍  😍

Boa leitura, beijos! ♥

 

SINOPSES

Uma Mulher Livre – Danielle Steel

Editora: Recordumamulher

Páginas: 294

Lançamento: 30/05/2016

Dos deslumbrantes salões de baile de Manhattan para os horrores da Primeira Guerra Mundial… Danielle Steel nos leva para um mundo fascinante de uma jovem de espírito indomável nascida numa vida de luxo e glamour, Annabelle Worthington carrega o sobrenome, e a nobreza, de uma das famílias mais influentes de Nova York. Até que, num dia cinzento de abril, o Titanic afunda, levando junto o seu mundo. Seus pais e seu irmão mais velho estavam na viagem inaugural do majestoso navio, e apenas sua mãe sobreviveu. Para tentar confortar seu coração, Annabelle se voluntaria para trabalhar em um hospital, ajudando a cuidar dos enfermos, onde descobre sua verdadeira vocação. E, quando um homem nobre a pede em casamento, ela acredita que, enfim, voltará a ter dias felizes. Porém, novamente, o destino lhe prega uma peça, colocando-a no centro de um escândalo. Para fugir da tristeza que sua vida se tornou, ela vai para a Europa trabalhar no front da Primeira Guerra Mundial, ajudando a salvar os feridos. Na França, no auge do conflito, Annabelle consegue realizar um grande sonho: estudar medicina. O problema é que, mais uma vez, sua fé é colocada à prova, e ela precisará tentar retirar forças de uma grande tragédia se quiser renascer para uma nova vida. Com uma narrativa de tirar o fôlego e repleta de detalhes históricos, Danielle Steel nos apresenta uma de suas personagens mais fascinantes e singulares, e sua história inspiradora de dignidade, coragem e amor pela vida.

Boa leitura, beijos! ♥

SINOPSES

Piquenique na Provence – Elizabeth Bard

Editora: Rocco (Selo Bicicleta Amarela)46286814

Páginas: 400

Lançamento: 09/05/2016

O calor de dias brilhantes e ensolarados, o perfume da lavanda, os sabores da boa mesa, o toque suave da mão de uma criança pequena à procura de carinho são algumas das imagens evocadas por todo o texto. Os apelos sensoriais se intensificam diante das diferenças de cultura e das descobertas que Elizabeth faz quando troca Paris por uma localidade na Provence. Foi em Paris que ela se apaixonou por Gwandel, o que a fez mudar-se para a França e formar um novo círculo de amizades, sem o apoio da família de origem judaica. Alguns anos mais tarde, às vésperas do nascimento do filho Alexandre, o casal viaja em férias para a cidadezinha de Cereste, onde viveu René Cher, líder da Resistência aos nazistas e poeta, admirado por Gwandel. Ao saberem que a casa do poeta está à venda, num impulso, eles decidem morar lá.

Abraçar a cultura francesa, segundo Elizabeth Bard, é acostumar-se a um cotidiano em que a boa mesa tem importância fundamental. A praticidade típica dos americanos, determinados em se mostrarem “vencedores”, fazendo do sucesso – e de sua exibição – o valor primordial da existência, é rapidamente deixada de lado pela jornalista. Vizinhos acolhedores são os guias que apresentam ao casal as vantagens de fazer da vida uma celebração diária. Nesse universo menos competitivo, os dias se sucedem lentamente, permitindo que se usufrua de cada novidade, como os pratos típicos da região, cujo preparo é minuciosamente explicado em receitas que encerram cada capítulo.

O projeto de vida à francesa se consolida depois que o marido deixa o cargo de executivo numa companhia cinematográfica para abrir uma sorveteria artesanal – que ganha críticas entusiasmadas de guias turísticos e se torna uma das cinco melhores da França. Piquenique na Provence mostra, entre receitas tentadoras e com um texto inteligente e bem-humorado, a trajetória de uma jornalista norte-americana aprendendo os truques da maternidade francesa, uma família encontrando uma nova paixão profissional e a iniciação de uma cozinheira na culinária clássica da Provence. Uma deliciosa mistura de “Comer, rezar, amar” e “Um ano na Provence”, com potencial para se tornar um longseller do catálogo da Rocco como “Sob o sol da Toscana”, de Frances Mayes.

Boa leitura, beijos! ♥

SINOPSES

Um Romance em Paris – Deby Incour

Editora: Angelum-romance-em-paris-556x800

Páginas: 232

Alice Cannedy tem 21 anos e acaba de terminar sua faculdade de publicidade. Ela mora em Vancouver, junto com a sua melhor amiga Dannyella. Alice perdeu seus pais em um acidente de carro, a sua única família é seu tio Brenndon Cannedy, um CEO dono de uma grande Empresa de Publicidade em Paris. Alice vai morar com o tio e leva com ela a amiga. A vida de Alice muda a partir do momento em que ela conhece Edward Darllan o sócio do seu tio. Edward é um homem rico, atraente e mulherengo, mas, que irá cair nos encantos de Alice. Alice e Edward irão conviver juntos e o romance entre os dois vai acontecer, mas, ele será cheio de obstáculos. Se quiserem ficar juntos terão de enfrentar tudo e todos, e isso pode se tornar quase impossível quando ameaças e perseguições começam a acontecer.
Alice e Edward terão que ser fortes, se quiserem permanecer juntos até o último dia de suas vidas.

Boa leitura, beijos! ♥