PROJETO QUATRO POR 4

Projeto Quatro por Quatro: Simplesmente Acontece – Cecelia Ahern

Olá, boa noite leitores!

A resenha de hoje envolve o livro “Simplesmente Acontece”, da Cecelia Ahern.

Editora: Novo Conceitosimplesmente

Páginas: 448

Todo mundo acha que Rosie e Alex nasceram para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família para os Estados Unidos.

Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de emails, mensagens de texto, cartas, cartões-postais… Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples.

Bia Constante – Books and Birds

Bom3

A amizade de Rosie e Alex é forte e deste sentimento há um ainda mais que se manifesta a cada novo ano, mesmo com a distância. Os amigos, familiares e pessoas ao redor sabem que eles devem ficar juntos, contudo, falta apenas eles próprios perceberem isso! Diante de acontecimentos inesperados, casamentos, filhos, cartas perdidas e e-mails, caberá apenas ao casal de amigos decidir se vale ou não a pena arriscar a amizade por este novo sentimento.

Que livro foi esse???!!! Eu gostei e não gostei ao mesmo tempo, calma, vou explicar, haha! A escrita da autora é muito envolvente, adorei o fato da história englobar além do drama, um belo romance e pitadas de humor, contudo, não posso deixar de mencionar que a todo momento o leitor fica com aquela grande expectativa acerca do clímax e o mesmo somente ocorre nas últimas páginas! Sim, eu fiquei impaciente, inconformada e decepcionada com este fato, pois os personagens não demoraram apenas alguns anos para enfim tomarem uma atitude, mas sim décadas! 😲😲😲

Adoraria ler uma continuação que abordasse mais sobre o futuro de Rosie, Alex e seus respectivos filhos.

 

Camila Melo – A Bookaholic Girl

Bom1

Simplesmente acontece foi uma leitura que não me surpreendeu muito pelo fato de eu já ter visto o filme, e ter as imagens de Lily Collins e Sam Clafin em mente. Fui me deliciando e me irritando a cada página. Confesso que no começo foi um pouco estranho me habituar a uma história sendo contada por cartas, bilhetes, e-mails etc, mas depois que se acostuma a leitura flui, embora as mais de 400 páginas. O desenvolvimento do livro sem uma datação marcada sendo interessante por um lado, também foi um pouco difícil por outro para situar no tempo os acontecimentos. Ainda assim a autora consegue manter a atenção e criar vários momentos emocionantes e engraçados, indo mais além que o filme (como de costume). E talvez seja por isso que eu fiquei tão intrigada com o final, eu terminei a leitura e fiquei pensando: “Como assim???”, não que não tenha sido um final plausível, mas chega a ser muito intrigante, na verdade até mesmo irritante. Outra consideração que merece atenção é à tradução não literal a “Where rainbows end” que não faz sentido nenhum. Apesar disso, como leitora amante das obras de Cecelia Ahern recomendo a história de Rosie e Alex para que vocês tenham tirem suas próprias conclusões 😉

 

Flávia Tanabe – Coelho da Lua

Especial1

Olha, tenho que dizer que Rosie e Alex tem o pior timming do mundo! Quem já assistiu ao filme? Eu já, umas cinco vezes, e a angústia por esse timming ruim é sempre a mesma.

Esse livro conta a história de Rosie e Alex, que se conhecem desde os cinco anos, e desde então são melhores amigos um do outro. A conexão é gigante, o significado de amizade entre eles transcende, mesmo que em determinados momentos estivessem brigados ou um pouco distantes.

A narrativa é toda através de cartas, mensagens e e-mails que apesar de ficar maçante em diálogos mais longos, permite que os demais personagens exponham seus pontos de vista e a interação entre eles, como Alex e seu irmão Phil, por exemplo.

Apesar das surpresas que a vida reservou para Rosie e Alex, nesse livro só tem amor. Amor de amigo, amor romântico, amor de família. Em todos os momentos, transborda. Cada personagem é intenso, marcante e importante nessa história.

Para Rosie e Alex era tudo tão simples e ao mesmo tempo tão complicado. A amizade um pelo outro se encaixava perfeitamente, mas os sentimentos que surgiram (que na verdade estavam lá desde sempre) demoram para serem percebidos.

Se você gosta de romance e reviravoltas, Rosie e Alex são para você. O destino não gosta apenas de se divertir, ele ainda tira sarro! Em muitos momentos pensei: agora vai! Só que não.

 

Geovana Rodrigues – Inícios Marcantes

Bom3

“Que timming horrível!” Foi o que eu pensei (ou gritei?) assim que finalizei a leitura, não consegui evitar! hihi Mas apesar da minha revolta ao longo da narrativa, amei o livro! O modo como a autora vai nos apresentando a história, através de cartas e e-mails deu um tom super diferente e divertido ao livro. A evolução da escrita dos personagens (de acordo com que iam crescendo) foi um marcador de tempo interessante, e me deixava sempre empolgada para ler cada vez mais. Fiquei com medo da história não me agradar, pois, estava com as expectativas lá no alto, mas no fim amei cada pedacinho.

“Você merece alguém que a ame a cada batida de seu coração, alguém que pense a seu respeito a cada instante, alguém que passe cada minuto do dia apenas se perguntando o que você está fazendo, onde está, com quem está e se está bem.”

 

A próxima leitura será:garota

Garota Exemplar – Gillian Flynn

Editora: Intrínseca

Páginas: 448

Em Garota exemplar, a narrativa não linear de Gillian Flynn se alterna entre duas perspectivas opostas e conflitantes, construindo uma atmosfera dúbia, capaz de fazer o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Com um humor perspicaz, o thriller expõe as consequências psicológicas da deterioração de um relacionamento íntimo. Se para muitos o problema está em acordar e perceber que não se conhece muito bem a pessoa com quem se divide a cama, Flynn alerta: o inferno pode ser conhecê-la bem demais.

Na manhã do quinto aniversário de casamento, Amy desaparece da nova casa, às margens do Rio Mississippi. Tudo indica se tratar de um sequestro, e Nick imediatamente chama a polícia, mas logo as suspeitas recaem sobre ele. Exibindo uma estranha calma e contando uma história bem diferente da relatada por Amy em seu diário, ele parece cada dia mais culpado, embora continue a alegar inocência. À medida que as revelações sobre o caso se desenrolam, porém, fica claro que a verdade não é o forte do casal.

O que acharam das resenhas? Já leram o título? Se sim, o que acharam da história? Me contem nos comentários!

Boa leitura, beijos! ♥

 

RESENHAS

Indicação Amazon: Love & Gelato – Jenna Evans Welch

Olá, boa noite leitores!

Yay! Finalmente consegui ler um livro em inglês e compreender grande parte do enredo sem me tornar escrava do dicionário/tradutor. Estou tão contente, me sinto muito realizada por ter completado uma meta que há tempos venho almejando.

Páginas: 400413-A4dbSeL._SX329_BO1,204,203,200_

Sinopse: 

Um verão na Itália, uma antiga história de amor e um segredo de família

Depois da morte da mãe, Lina fica com a missão de realizar um último pedido: ir até a Itália para conhecer o pai. Do dia para a noite, ela se vê na famosa paisagem da Toscana, morando em uma casa localizada no mesmo terreno de um cemitério memorial de soldados americanos da Segunda Guerra Mundial, com um homem que nunca tinha ouvido falar. Apesar das belezas arquitetônicas, da história da cidade e das comidas maravilhosas, o que Lina mais quer é ir embora correndo dali.

Mas as coisas começam a mudar quando ela recebe um antigo diário da mãe. Nele, a menina embarca em uma misteriosa história de amor, que pode explicar suas próprias origens. No meio desse turbilhão de emoções, Lina ainda conhece Ren e Thomas, dois meninos lindos que vão mexer ainda mais com seu coração.

Uma trajetória que fará Lina descobrir o amor, a si mesma e também aprender a lidar com a perda. Amor & Gelato é uma deliciosa viagem pelos mais românticos pontos turísticos italianos, com direito a tudo de mais intenso que o lugar tem a oferecer: desde paixões até corações partidos.

Carolina, ou Lina, como prefere ser chamada, perdeu a mãe há pouco tempo e por indicação da mesma e de sua avó, a jovem resolve passar um tempo na Itália com Howard. Ela não se sente tão confortável, pois a mãe apesar de lhe contar que Howard foi um grande amigo no tempo em que morou na Itália, ela não o conhece direito.

Ao chegar no destino, ela descobre que o tal amigo da mãe mora na verdade em um cemitério, ou quase isso, a casa fica no mesmo terreno que um cemitério memorial dos soldados da Segunda Guerra Mundial. É claro que a jovem se assusta um pouco e não possui uma boa primeira impressão e isso unido ao desconforto que sente ao estar na casa de um “estranho” não vê a hora de ir embora.

Lina adora correr e é quando está se exercitando próximo a casa em que está hospedada que conhece Lorenzo, ou como prefere ser chamado, Ren. A partir deste encontro uma amizade começa a se desenvolver e ela não somente conhece o jovem, como posteriormente é apresentada a novas pessoas, dentre elas, Thomas, um rapaz charmoso que já no primeiro encontro lhe atrai muito.

Lina apesar de gostar dos momentos passados junto com os novos amigos, ainda quer ir embora e somente quando Sonia, a superintendente-assistente do cemitério que trabalha junto com Howard, lhe entrega um antigo caderno de recordações de sua mãe, é que ela começa a compreender melhor tudo que aconteceu no passado da mesma, desde os momentos bons até os críticos.

Entre gelatos, pontos turísticos belíssimos, encontros impactantes, mistérios, novas amizades e experiências, Lina não somente desvendará o mistério acerca do passado de seus pais, como também descobrirá um novo sentimento.

Que livro mais amorzinho, eu amei o enredo, personagens e ambientes. Pude compreender cerca de 90% da história e me apaixonei pelos cenários descritos, foi uma “viagem” maravilhosa! Além de ter amado o italiano, que idioma envolvente, hihi.

A divisão feita pela autora, ora momento presente com Lina, ora passado com o caderno de recordações da mãe da mesma, aproxima o leitor da história. Eu me senti muito envolvida e a cada nova revelação, a curiosidade só aumentava, tanto que nem senti a leitura passar, finalizei em poucos dias.

Um enredo repleto de romance, amor, amizade, drama e pitadas de humor, hihi!

Não posso deixar de mencionar a respeito da arte de capa desta edição, que graça! Bela combinação de cores, a vontade de se deliciar com um gelato só aumenta ao visualizar a ilustração, haha, aliás, fiquem de olho no meu Instagram amanhã, porque terá foto especial! 😉

Eu tive a oportunidade de ler este livro, pois baixei gratuitamente pela Amazon há um tempo atrás, até cheguei a divulgar em minhas redes sociais (se ainda não me segue, não deixe de seguir! ). E apesar do mesmo não estar mais gratuito, o valor do e-book não é caro (hoje, dia 02 de setembro, está por apenas R$3,40). Para comprar, basta clicar aqui. Agora para os leitores que não se sentem tão à vontade para ler em inglês, uma ótima notícia: a Intrínseca lançou recentemente este título. Para comprar a edição em português, basta clicar aqui.

Boa leitura, beijos! ♥

RESENHAS

Resposta Certa – David Nicholls

Oii, boa noite leitores!

Faz tempo que estou querendo ler algum livro do David Nicholls e assim que fui presenteada com este título, não tive dúvidas de que precisava ler o quanto antes. Posso adiantar que me surpreendi, é uma leitura repleta de humor e referências.

respostacerta

Brian Jackson acaba de entrar para a faculdade de Letras. Em seu primeiro dia, conhece a bela Alice, uma jovem que arranca suspiros por onde passa. Ele acaba se apaixonando pela mesma e apesar dos esforços para lhe atrair a atenção, apenas consegue ser motivo de piada diante dos demais. O jovem se esbarra com ela quando descobre em um quadro de avisos que será realizado o Desafio Universitário, um programa de televisão que consiste em perguntas e respostas. Brian mal pode acreditar que enfim realizará seu grande sonho, um sonho que foi dividido com seu pai por muito tempo.

“Por que você acha que os livros são as primeiras coisas que os fascistas queimam? Você precisa aprender a se defender melhor — e sai trotando pelos degraus para desaparecer na noite.”

Quando chega o dia da prova de classificação, Jackson tem a oportunidade de não somente conversar com Alice, como acaba sendo atraído pelo charme mais uma vez e lhe passa algumas respostas. Resultado: Ela passa e ele não, por uma diferença mínima.

“Então, talvez seja melhor pensar numa conversa como atravessar uma rua: antes de abrir a boca, dar um tempo, olhar para os dois lados e considerar com cuidado o que estou prestes a falar. Se isso quer dizer que a minha conversa ficaria um pouco lenta e forçada, como uma ligação telefônica transatlântica, se significa passar um pouco mais de tempo parado no meio-fio da conversa metafórica, olhando para a esquerda e para a direita, que seja, porque está claro que não posso continuar tropeçando a esmo no trânsito.”

Destino ou sorte, um imprevisto acontece e Brian consegue entrar na equipe, porém, no decorrer até o tão sonhado dia para participar do desafio, ele precisará lidar com amores não correspondidos, ressacas, amizades antigas e acima tudo, consigo mesmo.

respostacerta2

Ao início de cada capítulo há uma pergunta com sua respectiva resposta, achei super interessante, faz o leitor entrar no clima para o Desafio Universitário junto aos personagens. Durante toda a história somos embalados por inúmeras referências musicais e literárias.

respostacerta4

Inicialmente não me empolguei com a história, achei um pouco enfadonha, contudo, com o decorrer do enredo fui me envolvendo com os personagens, dei boas risadas e fiquei super curiosa para saber a respeito do desfecho de Brian, que a propósito, foi perfeito, hahaha!

respostacerta3

Boa leitura, beijos! ♥

RESENHAS

As 100 Piores Ideias da História – Michael N. Smith e Eric Kasum

Oii, boa noite leitores!

Primeira resenha do ano  🎉 🎉 🎉

Comecei e finalizei ontem a leitura de “As 100 Piores Ideias da História”, dos autores Michael N. Smith e Eric Kasum. Assim que foi anunciado o lançamento do mesmo, minha curiosidade foi despertada, é o típico livro que você “devora” em poucas horas e aprende muito.

IMG_20170102_111659

O livro é dividido em 10 capítulos, sendo que cada um aborda sobre um assunto específico.

IMG_20170102_113342IMG_20170102_113511

IMG_20170102_113622IMG_20170102_113642IMG_20170102_113803

A cada nova página encontramos uma ideia diferente, sendo que o layout é dividido em: a MÁ IDEIA; o gênio por TRÁS DELA; a sacada ACONTECEU; resumo da ÓPERA; de mal A PIOR; deu no que DEU e reflexões POSTERIORES.

IMG_20170102_115037

Durante a discussão acerca das ideias encontramos observações informais, o que torna a leitura tranquila e passa a impressão de que estamos conversando entre amigos e não algo tão rígido ou formal como é em sala de aula.

Fui surpreendida em diversos momentos, até selecionei algumas histórias para que possam sentir o clima do livro, hihi  🙂

Fiquei apaixonada pela diagramação, a capa é maravilhosa, o livro possui orelhas, as páginas são todas ilustradas e a lombada deixa qualquer estante mais bonita.

IMG_20170102_121015IMG_20170102_121129

Super recomendo este livro para os leitores que gostam de história, mas que não curtem livros tão “formais” e também é um livro ótimo para se presentear, pois agrada os mais diversos públicos.

Boa Leitura, beijos! ♥

SINOPSES

As 100 Piores Ideias da História: As piores sacadas da humanidade que se transformaram nas melhores roubadas – Smith, Michael N. Smith e Eric Kasum

Editora: Valentinaaspiores

Páginas: 256

Lançamento: 04/11/2016

Aí você pergunta: quem foi o gênio por trás disso? O que essa gente tinha na cabeça?!?!?

Desde que Adão deu uma mordida no fruto proibido e foi expulso nu em pelo do Jardim do Éden, a humanidade tem tido uma ideia pior do que a outra. De líderes políticos obtusos e cientistas loucos a cantores pop que não cantam bulhufas, “As 100 Piores Ideias da História” é uma celebração das mancadas homéricas – e muitas vezes histéricas – que deram origem a guerras, afundaram países, arruinaram empresas, destruíram carreiras, causaram prejuízos de milhões e até, pasmem, ameaçaram a Terra.

Abrangendo política, cultura popular, moda, esporte, tecnologia, ciência, showbiz e muitas outras áreas, este livro irreverente e espirituoso, divertido e criativo, escrito por um publicitário e um jornalista, é recheado com fotos engraçadas e informações úteis, mostrando de forma bem-humorada como sacadas (burradas, na verdade) geniais se transformaram em frias estupidamente geladas (e bota geladas nisso!) – e o incrível efeito que essas gafes e mancadas ainda têm sobre o mundo e nossas vidas.

E, no final (UFA!), más ideias que se tornaram ótimas. Prepare-se para boas risadas.

Boa leitura, beijos! ♥

RESENHAS

O Hobbit – J. R. R. Tolkien

Oii, boa tarde leitores!

Depois de muitos anos querendo ler e procrastinando, finalmente li “O Hobbit” 🙌 🙌 🙌

Brincadeiras à parte, eu entrei em contato com o mundo do “Senhor dos Anéis” cedo, lembro de ter reservado a edição única na biblioteca e até cheguei a começar a leitura, mas não fui cativada e fiquei um tanto quanto perdida por causa de um livro chamado “O Hobbit” e a partir do momento não sabia se ao ler o último passaria a compreender melhor ou não e acabei abandonando. E agora, depois de já ter assistido ao filme e entendido melhor sobre esse mundo, achei que era o momento para começar a leitura.

ohobbit (3)

Bilbo Bolseiro é um hobbit e como tal, não gosta de aventuras. Para o mesmo, nada como a tranquilidade do lar e por isso quando é surpreendido com Galdalf e uma proposta de se aventurar em busca de ouro e riquezas guardadas por um dragão, o mesmo se abstêm. Como o mago não desiste fácil, apronta uma para o hobbit e no mesmo dia, o último recebe a visita de 13 anões. Os mesmos e o mago querem contratar Bilbo como ladrão para que possam recuperar a montanha mágica, que um dia foi de Thorin, um dos anões e as riquezas que nela se encontram e que foram furtadas pelo Dragão Smaug.

“É estranho, mas as coisas boas e os dias agradáveis são
narrados depressa, e não há muito que ouvir sobre eles, enquanto as coisas
desconfortáveis, palpitantes e até mesmo horríveis podem dar uma boa história e
levar um bom tempo para contar.”

Depois de muito declinar, enfim, o hobbit aceita e o grupo parte em busca de uma aventura. Durante o caminho, eles se deparam com trolls, elfos, aranhas gigantes, águias, goblins, wargs. Além dessas criaturas, ainda conhecem Beorn, um homem capaz de se transformar em urso que em determinado momento os acolhe em sua residência e lhes ajuda com alimentos e proteção.

ohobbit (2)

Bilbo apesar de não ser considerado grande coisa pelos anões, é ele quem os ajuda e os salva por diversas vezes. Em uma das ocasiões inclusive, ele conhece Gollum, uma criatura bizarra que habita as profundezas e que quase o engana e é claro que como estamos falando de um hobbit, ele consegue burlar as trapaças e acaba encontrando ao acaso um anel. É com esse anel que tem o poder de invisibilidade que Bilbo se salva da criatura, salva os anões e mais tarde o utiliza para conseguir conversar com o dragão de modo a não ser brutalmente queimado.

ohobbit (4)

E é enfrentando criaturas e tendo que passar por dificuldades como fome, doença e frio que o grupo finaliza a aventura de forma unida, com mais sabedoria, experiência e com o aprendizado de que não somente a união faz a força, como também a amizade é fundamental.

ohobbit (1)

Eu amei, é uma leitura tão agradável, não sei ao certo o porquê, mas me fez lembrar da infância, consegui me lembrar até do tempo que sentava diante da tv assistindo desenhos (TV Cultura é amor, haha) e comia banana amassadinha, nossa, divaguei, eu sei, mas é o que senti ao ler, é uma atmosfera tão tranquila, a simplicidade é percebida em cada trecho, consegui até me imaginar indo com os anões, Galdalf e o Bilbo na aventura, rs.

Agora sim, me sinto preparada e animada para ler “O Senhor dos Anéis” e apesar de não ter uma data em mente, quero rever os filmes, porque nessa de querer comparar, eu acabei ficando confusa e tive que desvencilhar totalmente do pensamento, rs.

Quero agradecer ao Igor, do Reduto do Bardo pela indicação e até mesmo pedir desculpas, já que minha resenha está extremamente atrasada. O atraso se deve a leitura intensa das maratonas literárias e também ao pequeno bloqueio criativos que tive, infelizmente tenho isso às vezes e me forçar a escrever não é uma saída. (Sorry :/ ) Vou deixar o link  da resenha que ele fez, já que concordamos em ler juntos, hihi.

Boa leitura, beijos! ♥

SINOPSES

O Herói Improvável da Sala 13B – Teresa Toten

Editora: Bertrand Brasiloheroi

Páginas: 320

Um livro repleto de momentos de profunda emoção e outros de inesperado humor, que explora as complexidades de viver com TOC e oferece perspectivas de esperança, felicidade e cura.
Adam Spencer Ross, 14 anos, precisa lidar todos os dias com os problemas que resultam do divórcio dos pais e das necessidades de um meio-irmão amoroso, mas totalmente carente. Acrescente os desafios de seu TOC e é praticamente impossível imaginar que um dia ele se apaixonará. Mas, quando conhece Robyn Plummer no Grupo de Apoio a Jovens com TOC, ele fica perdida e desesperadamente atraído por ela. Robyn tem uma voz hipnótica, olhos azuis da cor do céu revolto e uma beleza estonteante que faz o corpo de Adam doer. Adam está determinado a ser o Batman para sua Robyn, mas será possível ter uma relação “normal” quando sua vida está longe de ser isso?

Boa leitura, beijos! ♥

SINOPSES

Tá Todo Mundo Mal – Jout Jout

Editora: Companhia das Letrastatodo

Páginas: 200

Lançamento: 24/05/2016

Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De achar que seus peitos eram pequenos demais a não saber que carreira seguir. Em Tá todo mundo mal, ela reuniu as suas “melhores” angústias em textos tão divertidos e inspirados quanto os vídeos de seu canal no YouTube, “Jout Jout, Prazer”.
Família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar e o que fazer com os sushis que sobraram no prato são algumas das questões que ela levanta. Além de nos identificarmos, Jout Jout sabe como nos fazer sentir melhor, pois nada como ouvir sobre crises alheias para aliviar as nossas próprias!

Boa leitura, beijos! ♥