PROJETO QUATRO POR 4

Projeto Quatro por Quatro: Simplesmente Acontece – Cecelia Ahern

Olá, boa noite leitores!

A resenha de hoje envolve o livro “Simplesmente Acontece”, da Cecelia Ahern.

Editora: Novo Conceitosimplesmente

Páginas: 448

Todo mundo acha que Rosie e Alex nasceram para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família para os Estados Unidos.

Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de emails, mensagens de texto, cartas, cartões-postais… Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples.

Bia Constante – Books and Birds

Bom3

A amizade de Rosie e Alex é forte e deste sentimento há um ainda mais que se manifesta a cada novo ano, mesmo com a distância. Os amigos, familiares e pessoas ao redor sabem que eles devem ficar juntos, contudo, falta apenas eles próprios perceberem isso! Diante de acontecimentos inesperados, casamentos, filhos, cartas perdidas e e-mails, caberá apenas ao casal de amigos decidir se vale ou não a pena arriscar a amizade por este novo sentimento.

Que livro foi esse???!!! Eu gostei e não gostei ao mesmo tempo, calma, vou explicar, haha! A escrita da autora é muito envolvente, adorei o fato da história englobar além do drama, um belo romance e pitadas de humor, contudo, não posso deixar de mencionar que a todo momento o leitor fica com aquela grande expectativa acerca do clímax e o mesmo somente ocorre nas últimas páginas! Sim, eu fiquei impaciente, inconformada e decepcionada com este fato, pois os personagens não demoraram apenas alguns anos para enfim tomarem uma atitude, mas sim décadas! 😲😲😲

Adoraria ler uma continuação que abordasse mais sobre o futuro de Rosie, Alex e seus respectivos filhos.

 

Camila Melo – A Bookaholic Girl

Bom1

Simplesmente acontece foi uma leitura que não me surpreendeu muito pelo fato de eu já ter visto o filme, e ter as imagens de Lily Collins e Sam Clafin em mente. Fui me deliciando e me irritando a cada página. Confesso que no começo foi um pouco estranho me habituar a uma história sendo contada por cartas, bilhetes, e-mails etc, mas depois que se acostuma a leitura flui, embora as mais de 400 páginas. O desenvolvimento do livro sem uma datação marcada sendo interessante por um lado, também foi um pouco difícil por outro para situar no tempo os acontecimentos. Ainda assim a autora consegue manter a atenção e criar vários momentos emocionantes e engraçados, indo mais além que o filme (como de costume). E talvez seja por isso que eu fiquei tão intrigada com o final, eu terminei a leitura e fiquei pensando: “Como assim???”, não que não tenha sido um final plausível, mas chega a ser muito intrigante, na verdade até mesmo irritante. Outra consideração que merece atenção é à tradução não literal a “Where rainbows end” que não faz sentido nenhum. Apesar disso, como leitora amante das obras de Cecelia Ahern recomendo a história de Rosie e Alex para que vocês tenham tirem suas próprias conclusões 😉

 

Flávia Tanabe – Coelho da Lua

Especial1

Olha, tenho que dizer que Rosie e Alex tem o pior timming do mundo! Quem já assistiu ao filme? Eu já, umas cinco vezes, e a angústia por esse timming ruim é sempre a mesma.

Esse livro conta a história de Rosie e Alex, que se conhecem desde os cinco anos, e desde então são melhores amigos um do outro. A conexão é gigante, o significado de amizade entre eles transcende, mesmo que em determinados momentos estivessem brigados ou um pouco distantes.

A narrativa é toda através de cartas, mensagens e e-mails que apesar de ficar maçante em diálogos mais longos, permite que os demais personagens exponham seus pontos de vista e a interação entre eles, como Alex e seu irmão Phil, por exemplo.

Apesar das surpresas que a vida reservou para Rosie e Alex, nesse livro só tem amor. Amor de amigo, amor romântico, amor de família. Em todos os momentos, transborda. Cada personagem é intenso, marcante e importante nessa história.

Para Rosie e Alex era tudo tão simples e ao mesmo tempo tão complicado. A amizade um pelo outro se encaixava perfeitamente, mas os sentimentos que surgiram (que na verdade estavam lá desde sempre) demoram para serem percebidos.

Se você gosta de romance e reviravoltas, Rosie e Alex são para você. O destino não gosta apenas de se divertir, ele ainda tira sarro! Em muitos momentos pensei: agora vai! Só que não.

 

Geovana Rodrigues – Inícios Marcantes

Bom3

“Que timming horrível!” Foi o que eu pensei (ou gritei?) assim que finalizei a leitura, não consegui evitar! hihi Mas apesar da minha revolta ao longo da narrativa, amei o livro! O modo como a autora vai nos apresentando a história, através de cartas e e-mails deu um tom super diferente e divertido ao livro. A evolução da escrita dos personagens (de acordo com que iam crescendo) foi um marcador de tempo interessante, e me deixava sempre empolgada para ler cada vez mais. Fiquei com medo da história não me agradar, pois, estava com as expectativas lá no alto, mas no fim amei cada pedacinho.

“Você merece alguém que a ame a cada batida de seu coração, alguém que pense a seu respeito a cada instante, alguém que passe cada minuto do dia apenas se perguntando o que você está fazendo, onde está, com quem está e se está bem.”

 

A próxima leitura será:garota

Garota Exemplar – Gillian Flynn

Editora: Intrínseca

Páginas: 448

Em Garota exemplar, a narrativa não linear de Gillian Flynn se alterna entre duas perspectivas opostas e conflitantes, construindo uma atmosfera dúbia, capaz de fazer o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Com um humor perspicaz, o thriller expõe as consequências psicológicas da deterioração de um relacionamento íntimo. Se para muitos o problema está em acordar e perceber que não se conhece muito bem a pessoa com quem se divide a cama, Flynn alerta: o inferno pode ser conhecê-la bem demais.

Na manhã do quinto aniversário de casamento, Amy desaparece da nova casa, às margens do Rio Mississippi. Tudo indica se tratar de um sequestro, e Nick imediatamente chama a polícia, mas logo as suspeitas recaem sobre ele. Exibindo uma estranha calma e contando uma história bem diferente da relatada por Amy em seu diário, ele parece cada dia mais culpado, embora continue a alegar inocência. À medida que as revelações sobre o caso se desenrolam, porém, fica claro que a verdade não é o forte do casal.

O que acharam das resenhas? Já leram o título? Se sim, o que acharam da história? Me contem nos comentários!

Boa leitura, beijos! ♥

 

ALEATORIEDADES

“Letters to the Lost”, de Brigid Kemmerer será publicado pela Plataforma21

Oii, boa noite leitores!

O selo jovem da V&R Editoras, Plataforma21, divulgou durante toda a semana vários lançamentos que estão previstos para o ano de 2017. Um destes títulos é “Letters to the Lost”, de Brigid Kemmerer. O lançamento está previsto para o mês de novembro.

Sinopse:letters

Juliet Young sempre escreveu cartas para sua mãe, uma fotojornalista itinerante. Mesmo após a morte dela, Juliet continua deixando cartas em seu túmulo. É a única forma que achou de lidar com o luto.
Até que Declan Murphy lê uma de suas cartas e decide escrever de volta. Declan presta trabalhos comunitários no cemitério local como forma de escapar dos demônios do passado, e vê pela primeira vez a chance de se abrir para um completo estranho.
O que eles não sabem é que já se conhecem, e essa descoberta revelará segredos que podem colocar em risco sua vida secreta de correspondentes.

Que capa maravilhosa, espero que a mantenham!

Boa leitura, beijos! ♥

ALEATORIEDADES

A Editora Martin Claret divulgou em que em breve lançará “Cartas”, de Jane Austen

A editora Martin Claret anunciou em seu Instagram que em breve lançará a obra “Cartas”, da autora Jane Austen. A edição possui as cartas que Jane trocou com inúmeras pessoas ao longo de sua vida, principalmente sua irmã.

cartas

Estou muito empolgada, sou apaixonada pelas obras da Jane e saber que vou poder conhecer um pouquinho mais da mesma já acalenta meu coração

O que acharam da capa? Ansiosos pelo lançamento?

Boa leitura, beijos! ♥

RESENHAS

Para todos os garotos que já amei – Jenny Han (Série Para todos os garotos que já amei #1)

Oii, boa tarde leitores!

O livro escolhido do mês de Março do Book Club foi “Para todos os garotos que já amei”, da Jenny Han. Eu já havia lido ano passado e até tinha feito uma resenha ilustrada, mas faz tanto tempo que resolvi reler e atualizar o post.

Lara Jean mora com seu pai e suas duas irmãs, ela tem que lidar a morte recente de sua mãe e agora que sua irmã mais velha Margot irá para a Escócia para estudar, ela será responsável pela casa e por cuidar da irmã caçula Kitty.

Lara mantem ao longo dos anos o costume de escrever cartas de amor, mas não são meros textos, são textos que descrevem sobre tudo o que sente/sentia a respeito de velhos amores. A jovem as escreve para se libertar do sentimento e poder falar sobre tudo que não teria coragem de falar ao vivo, tantos pontos positivos como negativos. Quando ela escreve, o faz para si, por isso guarda todas as cartas muito bem em uma caixa azul petróleo que ganhou de sua mãe para que ninguém as leia e também para que os destinatários nunca saibam da existência.
Até que um dia, essas cartas são enviadas, Lara não sabe quem pode ter feito isso e o que fazer para reverter, já que são verdadeiras declarações e descrições sobre o que pensa sobre os meninos. O mais difícil é que sua irmã conselheira/confidente está distante e além disso uma das cartas enviadas era sobre o ex da mesma, portanto ela não pode contar a verdade, tendo assim que manter a história em segredo e fingir que nada está acontecendo.

Josh, o ex-namorado da irmã assim que recebe a carta fica surpreso com o que está escrito e quer conversar com Lara a respeito, mas a mesma se sente envergonhada e para distrair a atenção acaba se envolvendo com Peter, um dos meninos que ela um dia também havia se apaixonado.

Dessa maneira, Lara Jean e Peter vão se conhecendo melhor e aos poucos vão descobrindo que fingir um relacionamento para os outros é fácil, o difícil é enganar o coração.

“Você sabe como é gostar tanto de alguém que é insuportável saber que
essa pessoa nunca vai sentir a mesma coisa por você? Provavelmente
não. Pessoas como você não precisam sofrer por esse tipo de coisa.”

resenhaparatodos

“Quando uma pessoa fica longe muito tempo, você começa a guardar na memória todas as coisas que quer contar. Tenta manter tudo organizado na cabeça. Mas é como tentar segurar um punhado de areia: os grãos mais finos escapam da mão, e, de repente, você só está segurando ar e brita. É por isso que não se pode tentar guardar tudo assim.
Porque, na hora em que finalmente elas se reencontram, acabam colocando em dia as coisas importantes, porque dá muito trabalho contar os pormenores. Mas são os detalhes que compõem a vida.”

resenhaparatodos3

“— Você só gosta de caras com quem não tem chances, porque tem medo. Do que você tem tanto medo?
Eu me afasto dele até encostar na parede.
— Não tenho medo de nada.
— Até parece. Você prefere criar uma versão idealizada de alguém na sua mente a ficar com a pessoa de verdade.”

resenhaparatodos2

“Se você fosse meu, eu nunca teria terminado com você, nem
em um milhão de anos.”

Um livro incrível, a história conta sobre algo que poderia ocorrer com qualquer pessoa, é só imaginar que ao invés de cartas, as conversas de celular ou as mantidas através de redes sociais com seus confidentes poderiam ser expostas e mandadas para cada pessoa comentada, seria assustador. Eu recomendo a todos, é uma leitura rápida e bem tranquila e o melhor é que tem continuação, inclusive já terminei e devo postar a resenha ilustrada no final de semana.

Post Banner

Boa leitura, beijos! ♥

SINOPSES

O Álbum – Timothy Lewis

Editora: Novo Conceitooalbum

Páginas: 240

Para Adam, negociante de objetos usados, a casa de Gabe Alexander é apenas uma propriedade que será esvaziada e vendida pelo maior lance. Entretanto, em meio às prateleiras repletas de relíquias, um álbum antigo atrai sua atenção. Nele há cartões-postais amarelados pelo tempo, escritos ao longo de 60 anos. Intrigado, Adam começa a lê-los: eles estão cheios de frases românticas e delicadas, as provas do amor incondicional entre Gabe e Pearl Alexander.

Gabe cuidava para que um cartão chegasse às mãos de Pearl todas as sextas-feiras. Cada um deles possui não apenas um poema, mas verdades preciosas sobre o cotidiano de um casal que viveu um sonho. A soma de todas essas verdades talvez responda perguntas que Adam se faz há muito tempo.

Se interessou pela história?

Leia um trecho: O Álbum.

Boa leitura, beijos! ♥

SINOPSES

A vida peculiar de um carteiro solitário – Denis Thériault

Editora: Casa da Palavra89763890

Páginas: 128

CARTAS, POESIA E UM AMOR INESQUECÍVEL.

 
Bilodo vive a tranquila vida de um carteiro sem muitos amigos nem grandes emoções. Completa diariamente seu percurso de entrega e retorna sempre à solidão de seu pequeno apartamento em Montreal. Mas ele encontrou uma excêntrica maneira de fugir dessa rotina: aprendeu a abrir as correspondências alheias sem deixar rastros e passou a ler as cartas pessoais com as quais se depara.

E foi assim que ele descobriu o primeiro grande amor de sua vida: a jovem professora Ségolène, que mantém uma misteriosa correspondência com o poeta Gaston, composta somente por haicais. Instigado pela elegância e simplicidade de seus versos, Bilodo se vê cada vez mais fascinado por essa forma de poesia.

Mas quando é confrontado com a perspectiva de se ver privado das cartas de Ségolène, ele precisa tomar uma decisão que pode levá-lo mais longe do que podia imaginar. Talvez seja hora de compor seus próprios poemas de amor.

Boa leitura, beijos! ♥

RESENHAS

Para Sir Phillip, com Amor – Julia Quinn (Série Os Bridgertons #5)

Oii, bom tarde leitores!

A resenha de hoje envolve um livro da Julia Quinn ♥ ♥ ♥

Eloise Bridgerton está com 28 anos e é solteira, está nessa condição por opção, rejeitou diversas propostas de casamento e como compartilhava da situação com sua melhor amiga Penelope, não se importava. Mas o que não esperava aconteceu, sua amiga se casou com seu irmão Colin Bridgerton e por mais que Eloise ficasse feliz, também se sentia triste por achar que fosse ficar sozinha e que a amizade entre ambas iria mudar.

Depois do casamento de Penelope, os irmãos Bridgerton ficaram se perguntando o por que de Eloise se apresentar sempre com as mãos sujas de tinta e tal qual eu imaginei, era por conta de um possível pretendente.

Eloise começa a se corresponder com Phillip por conta da morte de sua prima distante Marina, a mesma era casada com ele e a jovem sentia que devia mandar suas condolências. Mas o que era para ser apenas uma carta rápida com meia dúzia de palavras gentis, se transforma em inúmeras correspondências mensais. Depois de um ano mantendo contato, Phillip resolve propor casamento a Eloise e a mesma para ter a certeza de que é a escolha certa resolve comprovar pessoalmente, o único detalhe é que o faz sem avisar ninguém.

Phillip foi casado com Marina durante oito anos, mas infelizmente não teve um casamento feliz, a esposa era uma mulher muito deprimida e abatida, que quase sempre preferia ficar só, tanto que foi até a morte. Com a partida da esposa, ele se vê perdido, sem saber como cuidar dos dois filhos, até porque nunca tinha sido um pai muito presente e sabia que assim que passasse o período de luto, teria que arrumar uma esposa e/ou mãe para seus filhos e não podia imaginar que seria alguém como Eloise Bridgerton, a prima distante de sua mulher.

Durante a estadia de Eloise na casa de Phillip ocorre pequenas contradições, ele esquece de abordar nas cartas que tem dois filhos, o que para a mesma é fundamental e ele a acha muito faladeira, ou seja, inicialmente eles não sentem o impacto do amor à primeira vista,rs.

E como com todo casal, vão perceber que para manter um relacionamento é necessário que ambos cedam em alguma ocasião e que o casamento é o companheirismo do dia a dia, é carinho, zelo, atenção,amizade, segurança e acima de tudo saber que você pode contar com o outro em todos os momentos, sendo eles tristes e/ou felizes.

DSCF8980a

parasir2resenha

Eu amo os livros da autora e sou completamente apaixonada pela Família Bridgerton, eles são tão maravilhosos que é como se eu os conhecesse, digo, na vida real entende,rs?! A escrita da Julia é muito envolvente, poder conhecer cada pensamento dos personagens é incrível, já fico pensando que vou ter que desacelerar a leitura dos outros livros para não ficar órfã tão cedo.

Boa leitura, beijos! ♥

SINOPSES

P.S:. Ainda amo você – Jenny Han (#2)

Editora: IntrínsecaCAPA_PSAindaAmoVoce_300dpi-683x1024

Páginas: 304

Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários.

Em Para todos os garotos que já amei, Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em P.S.: Ainda amo você, ela tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam.

Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois.

Se interessou pela leitura?

Leia um trecho: P.S:. Ainda amo você.

Boa leitura, beijos! ♥

SINOPSES

Paris Letters – Janice MacLeod

Editora: Sourcebooks51KFIWp2tHL

Páginas: 272

Como Janice MacLeod encontra amor e liberdade em uma caneta, um pincel…e Paris

O que você faz quando seu grande plano de vida funciona, e você ainda está infeliz?

Bem sucedida, mas à beira de um colapso, Janice MacLeod economizou uma quantia suficiente de dinheiro para comprar para si dois anos de liberdade na Europa. Dias depois de sua chegada em Paris, ela conheceu Christophe, e seu destino foi selado. Forçada a encontrar uma maneira de financiar seu futuro expatriado, Janice criou um serviço de subscrição de carta pintada à mão, mandando assim milhares de cartas para pessoas que estão precisando receber algo bonito.

“Paris Letters” é uma história inspiradora de uma mulher que se atreveu a descobrir a vida que ela poderia amar. (Tradução Livre).

Eu não costumo adicionar fotos adicionais dos livros, mas esse é uma exceção, estou apaixonada pelo livro, as ilustrações são belíssimas, meu lado artístico está tão encantado que sinto vontade de passar o dia desenhando e colorindo. É realmente muito inspirador!

4bf38cc95798b1cac7d9ee371a17930c 715289d1d2591645ffe9b8d5f54fc5dd a1c36db477a6a6d39731281e28bc87a9 cd20127f691e2558eb335d8b2ee34c23

8ee6cb9db1c555be184fa0feb76a9701

As fotos foram tiradas do Pinterest, para mais informações:

Site .

Facebook.

Pinterest.

Boa leitura, beijos! ♥

RESENHAS

Não se esqueça de Paris – Deborah McKinlay

Oii, boa tarde!

A resenha de hoje envolve um livro que me conquistou pela capa e pelo título. A sinopse é interessante, é uma leitura rápida, típica de domingo à tarde.

Eve e Jackson começam a se corresponder por cartas, não se conhecem pessoalmente, mas a conversa que mantém é tão atrativa que é o bastante. Ela é inglesa e ele americano. Ela sofre da síndrome do pânico, não se sente bem em lugares públicos e não é muito boa quando se trata de ter que interagir com pessoas, além disso ainda possui um relacionamento difícil com a filha. Ele é um escritor, seus livros são um sucesso, mas ele se sente sozinho quando o assunto é amor e está sofrendo de um bloqueio literário, não consegue escrever nada.

O que ambos têm em comum? O amor pela culinária. Ela se sente segura e bem quando está preparando pratos e ele encontra a criatividade perdida da escrita na cozinha preparando novas receitas.

Eles começam a se falar depois que Evie resolve mandar uma carta à Jackson elogiando seu livro. Por mais que seja apenas uma amizade, Jackson se sente curioso para saber como ela é e decide marcar um encontro, como moram longe, acha que o melhor lugar é Paris, tanto pela qualidade da gastronomia como por ser a cidade do amor. Só resta saber se Evie vai enfrentar seu medo e ir ao encontro do seu escritor preferido.

Eu comecei a ler e senti que seria mais um drama e não tanto um romance, é encantador a ideia de poder se corresponder com seu escritor preferido, ainda mais sendo por cartas, isso é tão raro nos dias de hoje. Continuei com a leitura e aos poucos fui conhecendo melhor sobre os personagens, entendendo as dificuldades e com o desfecho descobri que adorei a história, é engraçado, já senti isso algumas vezes de ler um livro por completo sem muito entusiasmo e depois do desfecho me apaixonar. E não posso deixar de mencionar o final, ah, o final, é maravilhoso! Uma pena que não tenha continuação.

naoseesqueça

Boa leitura, beijos! ♥