PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Primeiras Impressões – LRDO

Conheci através do blog Vivendo nos Livros, o livro “Primeiras Impressões”, escrito pela LRDO e ilustrado pela Clarice Gonçalves. O mesmo é uma adaptação moderna do clássico “Orgulho e Preconceito”. Mencionei aqui no blog anteriormente que sou super apaixonada pela Jane Austen e por tudo que se refere a ela, por isso não me segurei e corri ler a amostra que a autora disponibilizou.

Primeiras Impressões é uma adaptação moderna do primeiras-impressoes-capa-kironclássico Orgulho e Preconceito
de Jane Austen. O romance eterno de Lizzie e do Sr. Darcy é situado, desta vez, entre paisagens paradisíacas do Brasil e cenários surpreendentes dos Estados Unidos, em um relacionamento complexo entre uma carioca sarcástica e brilhante e um político americano de uma família conservadora.

Lizzie Benevides cursou Literatura com bolsa parcial na Universidade de Boston, consegue uma bolsa total para fazer mestrado na área, é extremamente intelectualizada e cinéfila e muito independente.

“Quanto mais conhecia o caráter humano, mais se decepcionava com suas inconsistências. Para ela, era cada vez mais difícil confiar em alguém.
Por isso, nunca havia se envolvido com nenhum homem. Eram todos tolos mentirosos! Chegou a se interessar por um ou outro, mas eles sempre acabavam por provar sua teoria: de que homens queriam apenas usar, manipular e descartar mulheres.
Não sonhava com o príncipe encantado, pois acreditava que eles somente existiam em romances de Austen, das irmãs Brontë ou de Gaskell.”

“Não obstante, Lizzie passaria os próximos meses com a mãe. E Janaína se aproveitaria disso para achar um excelente partido para ela. O problema seria achar alguém com o gosto da filha. Lizzie era extremamente intelectualizada e cinéfila, algo não muito comum para mulheres na idade dela.
Enquanto as moças gostavam de ir a boates e gastar o dinheiro dos pais em lojas, Lizzie perdia-se em livrarias e bibliotecas, isso quando não passava o dia assistindo a filmes. “

Frederick Darcy é de uma família tradicional americana composta por políticos, estudou em Harvard e possui um futuro todo planejado e repleto de expectativas.

“Meu amigo, ela seria encantadora se fosse gentil como a sua Jane. Mas sua postura e palavras são cobertas de sarcasmo e de uma pretensão de superioridade que acabam com qualquer charme em potencial. O máximo que posso admitir que ela possui é uma beleza exótica.”

Charles Bing, melhor amigo de Frederick, resolve viajar para o Rio a trabalho. O mesmo possui uma rede de restaurantes e imagina que a cidade será um ótimo ambiente para os negócios. Mesmo discordando da ideia, Darcy acaba embarcando junto com o amigo e a irmã e eles se deslumbram com o Rio.

Os Benevides são muito conhecidos na região devido as suas belas pousadas. A matriarca é uma mulher que está sempre se preocupando com a vaidade e com o futuro das filhas, quer a todo custo que as mesmas tenham um casamento com bom rendimento financeiro. Já o patriarca é um homem rígido com as filhas e seus respectivos comportamentos, está sempre se preocupando com seus estudos e quer o melhor futuro para ambas.

Durante a festa de Ano Novo dos Benevides, Charles, a irmã e Darcy conhecem toda a família, o primeiro se encanta com Jane, a filha mais velha e Darcy e a irmã de Charles ficam distantes, não se animam muito.

A partir desta comemoração, novos sentimentos são despertados e as primeiras impressões são discutidas pelas irmãs e pelos amigos.

img_20170102_182744

Uau! Comecei a ler sem tantas expectativas e me surpreendi muito, o título possui uma originalidade única, a união dos elementos centrais da obra original de “Orgulho e Preconceito” com o novo tempo e espaço dão um novo charme a história.

O livro encontra-se disponível em formato digital e físico. Para comprar no formato digital, basta clicar aqui. E no formato físico, basta mandar uma mensagem para a autora.

Mais informações:

Facebook

Instagram

Site Oficial

Canal do Youtube

Boa leitura, beijos! ♥

PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Paris no Dia dos Namorados – Renata Varela

Oi, boa tarde!

Vou começar a semana com novidades, hoje vou postar o primeiro post de uma categoria nova: Primeiras Impressões; ela será composta por resenhas ilustradas,mas ao invés de ser sobre a leitura completa de um livro, será apenas trechos e alguns capítulos, sempre vejo muito isso, as editoras e autores às vezes disponibilizam dessa forma para que os leitores/ blogueiros possam discutir suas opiniões sobre as obras e conseguir sentir a essência do que será a história.

Esse fim de semana tive a oportunidade de ler as 40 primeiras páginas do livro “Paris no Dia dos Namorados”, da Renata Varela, o intuito da mesma é que os blogueiros possam ler e falar sobre as primeiras impressões que tiveram da história, nunca tinha feito isso e adorei.

A capa já atrai muito e ao ler a sinopse e saber que a história se passa em Paris, meu coração já bateu mais forte, sou apaixonada pela cidade, pelo idioma maravilhoso que é o Francês, pela maneira como eles vivem, é tudo muito inspirador e encantador.

A história começa com Lucy e Alice indo à Paris, ambas trabalham em uma revista chamada Social Feminin ou SF como costumam chamar e precisam ir para a cidade do amor fazer uma matéria para o dia dos namorados. Lucy não está tão a vontade assim para desembarcar em Paris, tudo porque seus relacionamentos costumam não durar mais que seis meses, ou seja, o dia dos namorados acaba sendo solitário, mas como está à trabalho, não há muito o que fazer.

Ao chegarem a cidade, Alice já arruma um encontro e por isso Lucy aproveita para explorar novos lugares e acaba sem querer esbarrando no destino, conhece um americano que pode fazê-la mudar de ideia quanto a paixão e até mesmo o amor.

Enquanto estão aproveitando a cidade luz, elas recebem uma notícia trágica: Judy, a chefe , faleceu e o pior é que não podem voltar a Nova York para as últimas despedidas, elas precisam continuar o trabalho, mesmo com o clima pesado e triste, devem fazer o melhor para que a revista consiga alcançar o lugar de mais vendida.

A história é muito boa, gostei da  distribuição dos capítulos separados por períodos: manhã,tarde, noite; outro detalhe que chamou minha atenção é a data de saída das personagens para Paris: dia 14 de janeiro, que coincidentemente é o dia do meu aniversário,rs.

O único defeito que eu vejo na história é que eu não sei o que mais vai acontecer, estou super curiosa,rsrs.

paris

Boa leitura, beijos! ♥